Arquivo

Archive for março \31\UTC 2012

Por onde ando || Novas velhas.

Fala galera, tudo tranquilo? Novas velhas? O principal objetivo deste blog é me expor profissionalmente, bom faz exatamente um mês, que eu consegui uma grande conquista, meu primeiro emprego ou melhor  estágio. Sim, a Giran me deu um voto de confiança e a chance de aprender e conviver com profissionais que amam o que fazem, em um ambiente prazeroso, que tem me motivado dia após dia, ao mesmo tempo me mostra pontos onde sou “fraco” ou melhor inexperiente, entendo que isso faz parte do processo de aprendizagem, é assim que um estágio deve ser, porém eu não consigo evitar a cobrança pessoal que tenho sobre meu desempenho, a vontade de fazer, de querer ajudar e participar vem esbarrando na inexperiência; apesar de que todo o time da Giran compreende minha posição de estagiário e esta sempre a disposição para ajudar, o que me deixa tranquilo.
Neste ultimo mês eu tenho acordado rindo sozinho, feliz e motivado para estudar, acordar e sair de casa feliz indo para o trabalho é um privilégio para poucos, e eu sou uma destas pessoas,  tenho aprendido muito sobre mim, sobre minha área de atuação e tenho tido muitas idéias de projetos, posts, etc – isto em um mês, imaginem daqui a seis -, minha mente esta uma loucura, minha disposição para estudar aumenta a cada dia com cada coisa nova aprendida, na mesma mediada o tempo diminui.
Sempre tentando evoluir como ser humano também, tenho que confessar que me embaralho bastante, que me enrolo com minha própria agenda, mas mesmo assim consigo tempo para parar e agradecer a Deus pois após dia estou começando à acreditar que isto tudo que esta acontecendo na minha vida é real.

É claro que eu não poderia esquecer de citar o time de qual faço parte dentro da Giran: Almir Mendes (@m3nd3s), André Tagliati (@tagliati), Andréia Mendes (@amendesdesign), Petros Symeonidis (@wisdomstoned), Tarsila Santiago (@tarsilasantiago) e Uriel Juliatti (@urieljuliatti), vocês são “firmezidade”.

Esta semana lembrei de uma apresentação que vi no slideShare e percebi que a Giran comprou a idéia do 40º mandamento. Só tenho a agradecer por isto. 47 mandamentos

Não posso terminar sem mandar um abraço para todos da Giran, então la vai: Afegos galera ^^.

E para finalizar (agora de verdade), sem mais delongas e enrolação, o que eu posso dizer é que sem demagogia: Meninos e meninas, crianças e “crainços” da Giran, quando eu crescer eu quero ser igual a vocês!!!

Até a próxima,

Gil.

Categorias:Diversos Tags:, ,

Projetos, Criando, Desenvolvendo e finalizando.

Meses atrás me vi envolvido numa discussão muito interessante que muitas pessoas ja passaram por ela uma ou mais vezes certamente: ˜Como ter experiência sem nunca ter trabalhado na vida?” ficou claro que para mim a melhor resposta desta pergunta é portfólio , com projetos pessoais que você vem desenvolvendo ou ira algum dia desenvolver.

Ao chegar nesta conclusão percebi  que não somente eu pensava desta maneira mas que estava do outro lado da “discussão”também. Assim tive a oportunidade de começar meu primeiro projeto, com um grande amigo; a Oficina da Are  durante muito tempo somente uma ideia, depois um projeto sem nome, chamada muitas vezes por mim de Casa da Arte, e até se tornar um nome convencional no meu dia-a-dia. E hoje como exemplo no post de hoje vou ctar bastante a Oficina.

Para se iniciar um projeto, primeiramente é nescessario uma ideia, por menor que seja o projeto, é nescessário uma idéia. Idéias para o que fazer e de aproveitar depois o que fazer, para que não se torne um projeto inutil ao seu término é necessário ter um propósito, um norte, mesmo que este norte esteja distante e muitas vezes desconhecido.

A escolha de um nome não foi lá das melhores, com reuniões em casa na praia e muitas decisões para ser tomada, como a de objetivo, público e equipe a ser montada, principais desafios a serem enfrentados, a Oficina da Arte começou a se tornar uma idéia madura, que estava dando um prazer de se trabalhar na criação desde o primeiro brain storm de idéia para logos e nome, passando pela responsabilidade de criar prazos e ser fiel a eles, trabalhar em  equipe etc. Sempre tentando simular um ambiente de trabalho.

Com toda a “estrutura” montada, é hora de começar a organizar a estrutura do projeto o que é a parte mais complicada, pois, não existe cliente, o cliente é você o que você deseja do sistema, que você esta inventando e não tem conhecimento suficiente para fazer um sisema de video locadora ou um site de fotos por exemplo

Tomada a decisão do que deve conter no seu projeto inicialmente, é hora de por a mão na massa, na Oficina demoramos bastante tempo para fechar, e por a mão na massa, por falta de conhecimento técnico que ainda estamos adquirindo :). Começado o projeto da Oficina começa a fase do “como”, “como faz isso”, ” como faz aquilo”, etc.
Com o passar do tempo o envolvimento com o projeto cresce abruptamente. e sem medo de ser feliz quando eu percebi a maior parte do meu dia pertencia a Oficina da Arte.

O “fim”do projeto…

Um grande problema de não ter um objetivo e cliente bem definido é  que de certa forma não existe fim para o projeto, a medida que você vai aprendendo, mas coisas começam a se tornar aparentemente “necessárias”, que na verdade não são nada necessárias ao projeto.

É difícil dizer adues a um projeto eu por exemplo estou enrolando para finalizar, a Oficina, pois é meu projeto principal e, e… e eu me recuso o finalizar, não agora quem sabe daqui um dois meses.

Práticas boas para realizar projetos for yourself

  • Defina data de termino.
  • Tenha mais de um objetivo para com o seu projeto.
  • Não se apegue ao resultado, projetos falham, mas te rendem muitas experiências.
  • Aproveite ao máximo o trabalho em equipe.
  • Estude! Não vale a pena ter milhares de projetos sem qualidade.
  • Arrisque, inove, pense. Fazer cópia de projeto dos outros é plágio e não portfólio.
  • Observe os melhores e tente ser melhor que eles; em qualquer lugar que você cair entre o ponto zero e ser o melhor, já esta de bom tamanho.
  • Aceite criticas e sugestões.
  • Faça uma coisa de cada vez. Não tente abraçar o mundo de uma vez só.

 

Por hoje é só pessoal.

Abraços e até a próxima,

Gil.

Categorias:Diversos